Casa arrumada na AR: BE e PCP com dois lugares na fila da frente

Os deputados estão a arrumar os cantos à nova Assembleia da República (AR) e definiram nesta quarta-feira, na conferência de líderes, os lugares que cada grupo parlamentar vai ocupar em plenário. As mudanças surgem apenas na primeira fila do lado esquerdo do hemiciclo.

A porta-voz e deputada Maria da Luz Rosinha explicou que o PCP passa a ter apenas dois lugares na fila principal, os mesmos do Bloco de Esquerda. Os dois partidos viram os grupos parlamentares diminuir para seis e cinco deputados, respetivamente, nas eleições legislativas de janeiro.

Com o aumento do grupo parlamentar do PS, de maioria absoluta, os socialistas vão sentar-se lado-a-lado, na primeira fila, com o PCP.

A proposta, debatida pelos deputados, "foi consensual e não teve grande discussão", de acordo com Maria da Luz Rosinha. Questionada sobre a existência de lugares vazios na fila da frente, a deputada garantiu que "não há lugares vazios" na AR.

Inês Sousa Real critica a decisão dos deputados, e defende que todas as forças políticas devem ter lugar na fila da frente da AR, mesmo os deputados únicos, num parlamento "que é plural".

"As diferentes decisões devem espelhar esta pluralidade democrática. A AR não é composta apenas pelas forças políticas com grupos parlamentares", acrescentou.

A Iniciativa Liberal queria passar da direita para o centro do hemiciclo, mas de acordo com a porta-voz da conferência de líderes, João Cotrim de Figueiredo deixou cair a proposta e não voltou a ser discutida pelos deputados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de