CDS quer saber se governo vai multar incumpridores durante o estado de emergência

Centristas desafiam Eduardo Cabrita a dizer se entende que as medidas do estado de emergência são suficientes.

O CDS desafia o ministro da Administração Interna a dizer que avaliação faz das medidas aplicadas na sequência da declaração do estado de emergência e quer saber se Eduardo Cabrita pondera avançar com eventuais sanções para punir os incumpridores.

Ouvido esta tarde pela TSF, Telmo Correia, líder parlamentar centrista, defende que a decisão sobre o prolongamento do estado de emergência exige essas respostas.

"Até pelo que vimos este fim de semana na ponte 25 de Abril. Por outro lado, há uma preocupação muito grande se têm ou não as autarquias e as forças de segurança capacidade de acompanhar e saber se as pessoas a quem foi determinada a quarentena obrigatória a estão a cumprir", explica o deputado centrista sem no entanto esclarecer se o CDS gostaria de ver as forças de segurança aplicar sanções a quem não cumpra.

Já no que toca à situação nas prisões, Telmo Correia salienta que Francisca Van Dunem tem de explicar o que está a ser feito nos estabelecimentos prisionais para evitar crescimento exponencial de infeções por Covid-19.

"Se o Governo ponderar a libertação de reclusos, pedimos que essa libertação não aumente o fator de perigosidade social", afirma Telmo Correia garantindo que o é "a favor de soluções humanistas, mas recomenda cautela na forma como são implementadas".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de