Chega aponta irrelevância de reunião magna socialista

O partido considera que o Congresso do PS "terminou sem nenhuma novidade política ou governativa relevante".

O Chega considerou este domingo que o congresso do PS terminou em irrelevância, acusando o líder do partido e primeiro-ministro, António Costa, de se limitar a "recuperar 'slogans' de propaganda" já gastos.

Em comunicado, o partido considera que a reunião magna socialista, que se realizou em Portimão, "terminou sem nenhuma novidade política ou governativa relevante".

António Costa, afirma o Chega, não lançou durante o congresso "qualquer ideia estruturante para a retoma económica e para o futuro do país".

O partido justifica a sua ausência do encerramento do congresso queixando-se de "constantes insinuações dos principais dirigentes socialistas" sobre "racismo e xenofobia" do Chega, sem indicar exemplos concretos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de