Chega pede audição de "todos" os responsáveis pelas obras do antigo Hospital Militar. João Leão está incluído

André Ventura adianta que quer ouvir "entre oito a quinze" militares e civis e admite até uma futura comissão parlamentar de inquérito.

O Chega vai pedir a audição de todos os responsáveis "militares e civis" pelas obras do antigo Hospital Militar de Belém. O pedido vai dar entrada na Assembleia da República esta segunda-feira.

Em conferência de imprensa, esta tarde, André Ventura afirmou que é preciso esclarecer todo o caso, considerando que o ministro João Gomes Cravinho - que, na altura, tinha a pasta da Defesa -, mentiu ao Parlamento, quando disse que não tinha conhecimento da derrapagem dos custos das obras, tendo o jornal Expresso vindo, mais tarde, revelar que o governante havia sido informado da situação em março de 2020.

"João Cravinho já está chamado ao Parlamento (...), mas o Chega vai alargar essa audição a todos os que participaram, direta ou indiretamente, nessas obras - sejam eles civis ou militares", informou André Ventura.

"Nos casos em que houver sigilo, pediremos a audição à porta fechada, mas todos serão chamados a responder em que momento ficou clara a derrapagem de valor das obras, em que momento foi o Governo informado dessa derrapagem e quais foram os responsáveis que a autorizaram - sim, porque alguém tem que ter autorizado", declarou.

André Ventura adianta que espera ouvir pelo menos oito a quinze responsáveis, entre os quais o antigo ministro das Finanças, João Leão, para perceber como é que os custos da sobras do hospital receberam "luz verde".

O líder do Chega explica que vai começar por fazer pedidos de audição regulares, no entanto, admite avançar com pedido potestativo, se estes forem rejeitados - ou, no caso de as audições serem inconclusivas, avançar mesmo com uma comissão parlamentar de inquérito para esclarecer a derrapagem dos custos das obras do antigo Hospital Militar, para a qual espera poder contar com o apoio do PSD.

Questionada pela TSF sobre este pedido de audição, fonte da direção parlamentar do PS sublinha que o ministro João Cravinho vai estar esta terça-feira em audição na Assembleia da República, durante a qual poderão ser-lhe pedidas todas as explicações entendidas.

*Notícia atualizada às 15h15

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de