Comissão Permanente propõe "remarcação" do congresso do PS por motivos de saúde pública

A Comissão Permanente do PS defende que o congresso "pode ser remarcado para data a determinar, consentânea com as necessidades de saúde pública, ponderabilidade e responsabilidade".

A Comissão Permanente do PS decidiu esta terça-feira propor a "remarcação" do congresso, que está previsto para 10 e 11 de julho, invocando razões de saúde pública face ao aumento do número de casos de Covid-19.

A posição deste órgão de direção dos socialistas será objeto de análise ainda esta noite por parte da Comissão Organizadora do Congresso (COC) do PS, órgão que, por sua vez, poderá pedir ao presidente do partido, Carlos César, a realização de uma Comissão Nacional do PS para aprovar uma proposta de adiamento do congresso.

No sábado, o Observador avançou que estava a ser ponderada a possibilidade de o PS adiar o seu congresso de 10 e 11 de julho para a primeira quinzena de setembro, na sequência do aumento do número de casos de Covid-19, sobretudo na área metropolitana de Lisboa.

Em comunicado, a Comissão Permanente do PS refere que "deliberou "propor à COC a reavaliação das condições de realização do congresso", atendendo à "crescente intensidade dos contágios e a necessidade de, em primeiro lugar, acautelar a saúde de todos, avaliadas todas as circunstâncias".

A Comissão Permanente do PS defende que o congresso "pode ser remarcado para data a determinar, consentânea com as necessidades de saúde pública, ponderabilidade e responsabilidade".

Nesta terça-feira, ao início da tarde, numa nota enviada à agência Lusa, o secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, adiantou que "ouvida a COC, compete [depois] à Comissão Nacional do PS apreciar e decidir sobre o adiamento" do congresso.

O Congresso do PS, que terá 1500 delegados, entre eleitos e inerências, está marcado para 14 locais distintos do país por razões de prevenção da Covid-19.

Caso se confirme o afiamento do congresso para setembro, os dias mais prováveis são 11 e 12, tendo em conta que os socialistas defendem a realização de eleições autárquicas no dia 26 desse mesmo mês.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de