Costa acusa BE de desertar da esquerda e Catarina Martins aponta recuos do orçamento

Catarina Martins e António Costa estiveram olhos nos olhos pela primeira vez desde o anúncio do voto contra do BE.

A coordenadora bloquista, Catarina Martins, contrariou esta terça-feira a ideia do primeiro-ministro de que no Orçamento do Estado não há nenhum recuo, tendo António Costa acusado o BE de ter desertado da esquerda para se juntar à direita.

Na intervenção no primeiro dia do debate na generalidade do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), Catarina Martins e António Costa estiveram olhos nos olhos pela primeira vez desde o anúncio do voto contra do BE nesta fase orçamental, numa troca de críticas entre socialistas e bloquistas, na qual o primeiro-ministro recorreu a diversos gráficos para contrapor às críticas do BE.

"Não vale a pena querer polarizar entre nós o debate porque a alternativa que se apresenta neste debate parlamentar não é entre o orçamento que o Governo apresenta e o orçamento que o Bloco de Esquerda vai votar contra. A alternativa que existe é entre aquela que o Governo apresenta e aquela que a direita apresenta", sustentou António Costa.

De acordo com o primeiro-ministro, "a alternativa é entre aqueles como o PS vão votar a favor deste Orçamento" e os outros partidos e deputados à esquerda, bem como o PAN e a deputada Cristina Rodrigues, "que entendendo que é necessário avançar no sentido de superar insuficiências e limitações, não desertam da esquerda para se juntarem à direita, mas viabilizam a passagem deste Orçamento à especialidade".

Catarina Martins tinha começado por referir que António Costa "tem repetido que não há neste orçamento nenhum recuo face ao passado", mas considerou que "isso não é verdade", uma vez que há um "recuo, desde logo, na saúde".

"A necessidade de investimento no SNS em 2021 não é menor. É maior. Como pode o governo esperar que o SNS faça mais com menos?", questionou, apontando ainda as insuficiências na prestação social, cuja proposta do BE é "apenas razoável e de bom senso".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de