Costa admite que portugueses "não podem estar satisfeitos" com o Governo

O primeiro-ministro considerou que os governantes não trabalham "apenas para os aplausos".

O primeiro-ministro admite que, nesta altura, "os portugueses não podem estar satisfeitos" com o aumento do custo de vida e a crise na habitação. António Costa relativiza as sondagens, que dão o PSD a aproximar-se do PS, e considera "normal" a contestação social.

Em entrevista à SIC, depois do Conselho de Ministros que aprovou grande parte do pacote Mais Habitação, o líder da maioria absoluta defendeu que os governantes não trabalham "apenas para os aplausos".

"Como é que quer, neste contexto, que as pessoas estejam satisfeitas com o Governo? Não podem estar satisfeitas. Se for ver as sondagens no pico da pandemia, onde tivemos de tomar decisões horríveis e obrigar as pessoas a ficarem em casa, houve momento de muita impopularidade e insatisfação", disse.

António Costa sublinha que "governar é isso", nos momentos bons e maus, e não apenas "para os aplausos": "Quem governa tem os dias bons e os dias maus e, seguramente, os erros que comete".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de