Costa admite que xenofobia "também se diz" em português

O primeiro-ministro sublinha que a intolerância é "uma das frustrações" de quem se muda do Brasil para Portugal, e que o mesmo acontece com os portugueses emigrantes.

António Costa admite que o racismo e a xenofobia "também se diz" na língua portuguesa e é um dos maiores entraves para os que vivem "numa terra onde não se nasceu e não se cresceu". Para assinalar o bicentenário da independência do Brasil, o primeiro-ministro abriu as portas da residência oficial, em São Bento, para promover a música e a dança ao ritmo brasileiro.

Numa curta intervenção, António Costa passou em revista "os encontros" entre portugueses e brasileiros, lembrando que os dois países são "casa" para emigrantes que se deslocam de um país para o outro, com "bagagens cheias de sonhos".

"Depois das ditaduras terminarem de um lado e de outro, felizmente, todos têm transportado malas de sonhos de um lado e para o outro. Nem todos os sonhos se concretizam sempre. Muitas vezes são tristes, são frustrantes, são difíceis", disse.

Uma das frustrações, nas palavras de António Costa "é o racismo e a xenofobia", que existem em Portugal, mas nota que também "muitas vezes os portugueses se queixaram de serem objeto de anedotas".

O primeiro-ministro acrescenta que "nem sempre é fácil, viver numa terra onde não se nasceu e não se cresceu", dando até o exemplo do próprio pai, "que nasceu do outro lado do Índico" e "também achou isto muito estranho", apesar de falar a mesma língua.

Sobre a língua portuguesa, mas num tom mais agradável, António Costa admite que Portugal "tem uma dívida enorme para com os brasileiros", por enriquecerem a língua "com novos vocábulos, e uma musicalidade linda".

"Temos imensa inveja. Tornaram o português muitíssimo mais claro para quem não aprendeu português. Sempre que falo com um estrangeiro, diz-me que o português do Brasil é muito mais claro", nota.

A residência oficial do primeiro-ministro vai estar aberta ao longo de todo o sábado com exposições, música e dança do Brasil, numa iniciativa em conjunto com a Casa do Brasil de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de