Costa com "esperança" que reunião do Infarmed confirme último passo do desconfinamento

Primeiro-ministro pede a portugueses para não relaxarem apesar da evolução epidemiológica positiva.

António Costa diz ter "esperança" que a próxima reunião do Infarmed confirme o "bom caminho" para que o país possa avançar para o último passo do desconfinamento.

"Tenho esperança - e não o compromisso - de que vamos ter a confirmação que os dados aparentam indicar: que estamos num bom caminho e que, com segurança, podemos dar o passo que falta dar. No bom caminho para o passo que todos queremos dar, para a última fase do desconfinamento a conta-gotas", explicou António Costa, a falar a partir de Valença.

No entanto, Costa avisa que o país não pode relaxar para que a situação não piore novamente.

"Se relaxarmos podemos voltar a estar outra vez pior. Como diria a minha avó, 'é preciso olhar para este vírus com muito respeitinho'. Este é um combate que tem de ser continuado. É uma luta contra o tempo porque temos de conseguir vacinar mais depressa que o vírus possa mudar", afirmou o primeiro-ministro.

A 11 de março, na apresentação do plano de desconfinamento, António Costa, avisou que as medidas da reabertura serão revistas sempre que Portugal ultrapasse os "120 novos casos por dia por 100 mil habitantes a 14 dias" ou sempre que o Rt - o número médio de casos secundários que resultam de um caso infetado pelo vírus - ultrapasse 1.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 3 109 991 mortos no mundo, resultantes de mais de 147 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.</p>

A doença é transmitida por um coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de