Costa garante que classe média vai pagar menos impostos

Primeiro-ministro apoiou-se na alteração dos escalões do IRS para referir uma diminuição nos impostos.

O primeiro-ministro, António Costa, aproveitou esta quarta-feira a resposta a uma pergunta do CDS, sobre a carga fiscal, para dizer que as propostas do seu Governo têm por objetivo pôr a classe média a pagar menos impostos.

No debate do programa do Governo, no parlamento, a nova líder parlamentar centrista, Cecília Meireles, voltou a acusar os socialistas de terem batido "o recorde" com a "maior carga fiscal" que os portugueses sentem "no bolso".

Cecília Meireles pediu "um esclarecimento" ao primeiro-ministro, questionando Costa se o executivo se compromete a não aumentar impostos na legislatura que agora começa.

Ao que António Costa respondeu, como já tinha feito antes e durante a campanha eleitoral para as legislativas, que o aumento carga fiscal se deve ao facto de o país ter batido o recorde de "criação de emprego e de valorização social" e não por um aumento de taxas.

Além do mais, a alteração nos escalões do IRS, de forma a aumentá-los, tem como objetivo que "a classe média vai ficar a pagar menos impostos".

"Temos tido um aumento de 9% de contribuições da Segurança Social porque tivemos o recorde da criação de emprego" e esse aumento da receita "é o que explica este aumento da carga fiscal", disse.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de