Costa quer solução para "compatibilizar isolamento profilático e exercício do direito de voto"

No Twitter, António Costa defendeu que "o exercício do direito de voto tem de ser seguro para todos"

O primeiro-ministro, António Costa, quer ver clarificada uma solução para garantir que quem esteja isolado na data das próximas legislativas possa exercer o direito de voto.

No Twitter, o primeiro-ministro realçou que "em breve haverá um ato eleitoral e que há milhares de pessoas confinadas" e quer, por isso, encontrar uma solução que permita clarificar se os eleitores em isolamento no dia das eleições, marcadas para 30 de janeiro, poderão votar.

"Pretendemos clarificar como compatibilizar o isolamento profilático e o exercício do direito de voto. O Governo enviou um pedido urgente ao Conselho Consultivo da PGR (Procuradoria Geral da República) para saber se as pessoas isoladas estão impedidas de ir votar", referiu.

Na mesma mensagem, António Costa defendeu que "o exercício do direito de voto tem de ser seguro para todos". "Procuraremos que estejam asseguradas as condições para o exercício do voto em segurança", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de