Costa saúda aprovação por "ampla maioria" da prorrogação do estado de emergência

Autorização para prolongar o estado de emergência teve os votos a favor do PS e PSD, com a oposição do PCP, PEV, Chega, Iniciativa Liberal e da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira.

O primeiro-ministro saudou esta sexta-feira a autorização concedida pelo parlamento, "por ampla maioria", para se prorrogar o estado de emergência em Portugal por um novo período de quinze dias, entre 24 de novembro e 08 de dezembro.

A autorização para prolongar o estado de emergência teve os votos a favor do PS e PSD, com a oposição do PCP, PEV, Chega, Iniciativa Liberal e da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira. BE, CDS-PP e PAN abstiveram-se, enquanto a deputada não inscrita Cristina Rodrigues votou a favor.

"A aprovação do novo período do estado de emergência, por ampla maioria na Assembleia da República, fornece os instrumentos necessários para, no quadro de um Estado de Direito, fazer face a circunstâncias excecionais como as que estamos a viver", escreveu António Costa na sua conta na rede social Twitter.

Segundo o líder do executivo, "esta aprovação espelha bem o empenhamento coletivo no combate à Covid-19".

"Com a mobilização de todos conseguiremos vencer o vírus", acrescentou.

O primeiro-ministro esteve presente no debate desta manhã no parlamento e assistiu à votação da proposta de decreto presidencial para a prorrogação do estado de emergência, mas não discursou.

A intervenção a cargo do Governo no encerramento do debate foi feita pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, como tinha acontecido há 15 dias.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de