Covid-19 nos Açores. PSD indica médico Luís Maurício para fazer "ligação" com governo cessante

Os Açores têm atualmente 162 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus.

O PSD/Açores indicou o médico e antigo líder parlamentar Luís Maurício para fazer a "ligação" com o Governo Regional ainda em funções, no combate à pandemia de Covid-19 no arquipélago.

Fonte próxima do presidente do Governo indigitado, José Manuel Bolieiro, indicou à agência Lusa que Maurício foi escolhido como "elo de ligação" de modo a que Bolieiro "seja plenamente informado das medidas em curso no combate à pandemia de Covid-19".

"A função atribuída a Luís Maurício, não remunerada e sem poder de decisão, é tomar conhecimento pleno das medidas implementadas pelo atual Governo Regional no âmbito da pandemia", indicou a mesma fonte.

O socialista Vasco Cordeiro, atual presidente do Governo dos Açores, anunciou na quarta-feira, após ter recebido José Manuel Bolieiro, que iria convidar um elemento da equipa do líder dos sociais-democratas na região para acompanhar as decisões tomadas a propósito da pandemia enquanto o PS ainda estiver no poder.

Os Açores têm atualmente 162 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a Covid-19, dos quais 133 na ilha de São Miguel, 16 na ilha Terceira, oito na ilha de São Jorge, três na ilha do Pico, um na ilha do Faial e um na ilha de Santa Maria.

Estão ativas oito cadeias de transmissão local, três na ilha de São Miguel, duas na Terceira, duas partilhadas entre São Miguel e São Jorge e uma em São Jorge.

Desde o início do surto, foram detetados 566 casos, tendo ocorrido 311 recuperações e 16 óbitos.

Hoje mesmo, o executivo anunciou novas medidas no combate à doença, nomeadamente a obrigatoriedade de quem visita os Açores ter um teste negativo antes do embarque para a região.

O líder do PSD/Açores foi indigitado no sábado presidente do Governo Regional pelo representante da República para os Açores, Pedro Catarino.

O PS venceu as eleições legislativas regionais, no dia 25 de outubro, mas perdeu a maioria absoluta, que detinha há 20 anos, elegendo 25 deputados.

PSD, CDS-PP e PPM, que juntos representavam 26 deputados, anunciaram uma coligação de governação, tendo alcançado acordos de incidência parlamentar com o Chega e o Iniciativa Liberal (IL).

Com o apoio dos dois deputados do Chega e do deputado único do IL, a coligação de direita soma 29 deputados na Assembleia Legislativa dos Açores, número necessário para atingir a maioria absoluta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de