"Dá a sensação de que não gosta do PSD." Hugo Soares acusa Rio de não assumir erros

O ex-líder parlamentar do PSD, Hugo Soares, afirma que Rui Rio tem um discurso perverso e que olha para os militantes do partido como inimigos.

Hugo Soares acusa Rui Rio de ter um discurso perverso e acusar os outros dos erros que ele próprio comete. No Fórum TSF, esta manhã, o antigo líder parlamentar do PSD afirmou que o presidente social-democrata olha para os militantes do partido como adversários.

Questionado sobre as palavras de Rui Rio quando, esta segunda-feira, anunciou que iria recandidatar-se à presidência do PSD, Hugo Soares classificou as declarações do líder social-democrata como "perversas" e "azedas".

"Foi um discurso com bastante azedume, virado para dentro, fazendo dos militantes do PSD o seu principal adversário", criticou Hugo Soares. "Parece-me que há uma perversidade no discurso de Rui Rio, porque ele acusa os outros daquilo que é a sua prática."

Para o antigo líder do grupo parlamentar social-democrata, ouvir o presidente do partido "dá sempre aquela sensação de que Rui Rio não gosta do PSD".

"Não teve uma palavra de combate ao Governo do Partido Socialista e a António Costa", apontou Hugo Soares. "Demonstra claramente que Rui Rio não aprendeu com os redes do passado e continua a creditar que o PSD é um partido pequeno, de fação, e não um partido unido, agregador e plural, como sempre foi", defendeu.

Hugo Soares considera até que a fragmentação que tem existido durante a liderança de Rui Rio foi criada pelo próprio.

"Os grandes momentos de tensão de Rui Rio com o grupo parlamentar do PSD aconteceram por sua própria iniciativa. Por exemplo, quando ele desautorizou Fernando Negrão (escolhido por ele para presidente do grupo parlamentar) quando o grupo votou determinada matéria, como os impostos sobre os combustíveis. Ou quando desautorizou o deputado Ricardo Baptista Leite, quando este pediu a demissão do ministro da Saúde - que veio até a ser substituído pelo próprio primeiro-ministro. Rui Rio apressou-se a desautorizar, em praça pública, um deputado que é apoiante dele", expôs Hugo Soares.

Apoiante de Luís Montenegro na corrida à liderança do PSD, Hugo Soares afirma que o partido "de virar a página e olhar para o futuro".

"Precisamos de um projeto reformista para o país, um projeto capaz de dar esperança, novamente, aos portugueses. E é isso que Luís Montenegro tem trazido ao debate político", concluiu.

*com Manuel Acácio

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados