David Justino alerta para o risco de uma "sportinguização" do PSD

O vice-presidente do PSD vai mais longe e acrescenta que os sociais-democratas devem também decidir se querem uma política "herdeira do passismo" ou se pretendem outro rumo para o partido.

O vice-presidente do PSD acredita que o partido corre o risco de sofrer uma "sportinguização" se não apostar em Rui Rio para líder do partido. As declarações de David Justino surgem em vésperas de eleições diretas no PSD, no programa de debate político semanal da TSF "Almoços Grátis".

"Ou optamos por uma espécie de sportinguização do PSD - muda de treinador, muda de direção - e a cada dois anos o partido muda de líder e de política ou temos outra opção que é conferir credibilidade e dar crédito para que as opções estratégicas possam ser concretizadas com tempo e acalmia", adianta.

David Justino vai mais longe e acrescenta que os sociais-democratas devem também decidir se querem uma política "herdeira do Passismo" ou se pretendem outro rumo para o PSD.

"Há uma outra opção que as pessoas têm de fazer. Há uma linha que separa os candidatos que são herdeiros do 'Passismo' e o que não é [Rui Rio]. Enquanto Montenegro e Pinto Luz têm um projeto para o PSD, Rio tem um projeto para o país", defende.

Também do programa "Almoços Grátis", o presidente do PS, Carlos César, diz que durante a campanha para as diretas do PSD "nós ficámos a saber o que os candidatos pensam do líder do PS mas não ficámos a saber o que pensam do país".

"Todos seguem o mesmo roteiro em relação ao atual Governo, dizem basicamente as mesmas coisas e tem apenas os olhos no PS, esquecendo o que é verdadeiramente o país", remata Carlos César.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de