Da AD às Presidenciais de 86 com passagem pela ONU. A vida de Freitas em imagens

Foi o primeiro presidente do CDS, mas também passou pelo Governo de José Sócrates. Morreu Freitas do Amaral, aos 78 anos.

No ano em que Mário Soares era "fixe", Freitas do Amaral queria levar Portugal "prá frente". Naquela que foi a eleição presidencial mais disputada de sempre, em 1986, faltaram a Amaral poucas décimas para a vitória, mas a derrota não lhe traçou o futuro. A sua vida esteve sempre intimamente ligada à vida política.

Diogo Pinto de Freitas do Amaral morreu hoje aos 78 anos, vítima de uma doença oncológica. Estava internado desde dia 16 de setembro nos cuidados intermédios no Hospital da CUF, em Cascais.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados