Depois de três suspensões, Ventura foi banido em definitivo do Twitter

A rede social explica que não são permitidas publicações que "promovam a violência ou ameaças com base na sua raça, etnia ou orientação sexual".

André Ventura foi expulso definitivamente da rede social Twitter, depois de três suspensões em menos de um ano. O líder do Chega fala "no grau zero da democracia" e admite avançar para os tribunais.

Na justificação da rede social, a que a TSF teve acesso, o Twitter explica que "é contra as regras promover a violência, atacar diretamente ou ameaçar outras pessoas com base na sua raça, etnia, orientação sexual, género, igualdade de género, afiliação religiosa, idade, deficiências ou doença", sem falar numa publicação específica.

Em maio e setembro de 2021, a conta do líder do Chega já tinha sido suspensa, na altura, por incitação ao ódio a Eduardo Cabrita, antigo ministro da Administração Interna, envolvido no acidente que vitimou um trabalhador na A6.

Em resposta enviada à TSF, André Ventura entende que "chegámos ao grau zero da democracia". "Vou provavelmente avançar nos tribunais pela defesa da liberdade de expressão", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de