Discurso de Rio foi um "diagnóstico coerente e pertinente" dos problemas do país

Hugo Soares, ex-líder da bancada do PSD, que muitas vezes demonstrou a oposição a Rui Rio, acredita agora que o presidente reeleito possa derrotar António Costa nas eleições de 30 de janeiro. O social-democrata elogia a intervenção de Rio na abertura do Congresso Nacional do PSD.

Hugo Soares, antigo líder parlamentar do PSD, analisou, nesta sexta-feira, o discurso de abertura do Congresso Nacional do partido feito por Rui Rio, e considerou que o presidente social-democrata fez um diagnóstico correto do país. Quanto ao facto de ter colocado o partido ao centro, as opiniões de Hugo Soares e do antigo autarca do Porto divergem, mas o antigo líder parlamentar social-democrata assevera, em declarações à TSF, que Rui Rio tem todas as condições para derrotar António Costa nas eleições antecipadas de 30 de janeiro.

"Julgo que, num discurso como este, não é possível falar de todos os problemas do país, mas parece-me que o doutor Rui Rio foi coerente com as várias intervenções que tem tido no passado", referiu o social-democrata. Rio, segundo Hugo Soares, "elencou aquilo que para ele são as grandes dificuldades que o país tem atravessado, e eu concordo com a maior parte delas", e "deu particular enfoque, na sua intervenção, à questão do interior e à desertificação do interior, aos problemas dos territórios de baixa densidade", o que parece ao antigo líder parlamentar "uma questão absolutamente pertinente, porque o país está inclinado para o litoral e é preciso haver rapidamente políticas públicas que ajudem o interior e captem o investimento para o interior".

Hugo Soares categorizou a intervenção do presidente reeleito como um discurso de "diagnóstico", ao "elencar os verdadeiros e reais problemas do país, que o doutor Rui Rio entende como prioridades".

Ao voltar a colocar o partido ao centro, no entanto, Rio adotou uma postura que Hugo Soares prefere não comentar, referindo que a opinião que tem acerca da moção estratégica já é conhecida. "Não queria comentar - com toda a franqueza - as partes em que estou em mais discordância com Rui Rio, creio que este congresso não é para isso. Não vou hoje trazê-la à colação."

"O mais importante é que o partido possa sair deste congresso mobilizado", sublinha Hugo Soares, que vinca: "O doutor Rui Rio tem todas as condições para poder ganhar a António Costa a 30 de janeiro."

Questionado pela TSF sobre se Montenegro pode indiciar uma possível candidatura à liderança social-democrata, ao declarar esta sexta-feira que o "recato" acabou, Hugo Soares responde: "Eu não faço essa interpretação. Eu também estive no recato durante dois anos e hoje voltei ao congresso. Creio que o que o doutor Luís Montenegro quis dizer, julgo eu, é que nos últimos dois anos esteve sem ter intervenção pública e política. Creio que ele fez bem. De resto, foi o que fiz também."

ACOMPANHE NA TSF O 39.º CONGRESSO DO PSD

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de