"Fez questão de me dizer." Marcelo diz que Temer ficou incomodado com atitude de Bolsonaro

Marcelo afirmou que as reuniões com os antigos Presidentes do Brasil são "muito importantes" para ver como pode ser a confluência do país com Portugal na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Marcelo Rebelo de Sousa reforçou, após a reunião com Michel Temer, em São Paulo (Brasil), que o facto de Jair Bolsonaro ter cancelado o convite é "um não problema", mas revelou que o ex-Presidente brasileiro se mostrou incomodado com o assunto e fez questão de o transmitir ao chefe de Estado português.

"Para mim é um não problema, mas percebi que ele estava incomodado com isso e fez questão de me dizer", afirmou Marcelo.

O chefe de Estado afirmou também que as reuniões com os antigos Presidentes do Brasil são "muito importantes" para ver como pode ser a confluência do Brasil com Portugal na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e, sobretudo, como reagem os dois países aos efeitos da guerra.

"Ele, como Lula ontem, tem muita noção de que isto deixa marcas de um lado e do outro do Atlântico, nas relações. A guerra pode ter efeitos muito significativos", explicou o Presidente português.

Por fim, Marcelo também afirmou que duvida que o resultado das próximas eleições no Brasil vá mudar as relações entre os dois países, até porque o povo brasileiro está a crescer em Portugal.

"O problema é que vamos ter de enfrentar um período difícil. A inflação é uma questão difícil por causa da situação do mundo, que ultrapassa a questão apenas de se é A ou B à frente dos países. O Brasil muitas vezes tem uma noção de que a guerra é europeia e está longe", acrescentou o chefe de Estado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de