Gentil, educado e generoso. Candidato liberal pelos olhos de quem o conhece

Tiago Mayan cresceu na freguesia de Foz do Douro, no Porto. Quem o conhece, diz que sempre foi calmo, de poucas palavras e portista ferrenho.

Tiago Mayan Gonçalves é desconhecido para muitos, e até os que convivem com ele tiveram dificuldades em assimilar a decisão de concorrer a Belém. A TSF viajou até às raízes do fundador da Iniciativa Liberal para conhecer o candidato "surpresa" das eleições presidenciais.

O barbeiro Tó Zé corta o longo cabelo de Tiago Mayan desde que se lembra. Contaram-lhe que "ia ser barbeiro do Presidente da República", mas não acreditou.

"O Tiago candidato a Presidente da República? Temos um amigo em comum que veio cortar o cabelo e disse-me que tinha um cliente que ia ser candidato. Pensei em duas pessoas que conheço do CDS, outra do PSD, até no irmão dele, mas não acertei."

Tiago Mayan cresceu na freguesia de Foz do Douro, no Porto. Quem o conhece, diz que sempre foi calmo, de poucas palavras e portista ferranho.

"Como criança era extremamente sossegado, como é hoje. Sossegado e calmo. Cortava-lhe o cabelo na paz do Senhor, sem problema nenhum. Só gostava era de falar de futebol e do FC Porto", revela.

Quanto ao cabelo, o barbeiro nota uma "ondinha", e assume que Mayan "está a precisar de cortar".

Nesta altura, com o confinamento à porta, o barbeiro Tó Zé não tem mãos a medir. Seguimos, por isso, para a União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde.

Tiago Mayan é membro da Assembleia, eleito pelo movimento "Porto, o Nosso Partido", de Rui Moreira. É suplente, mas Ana Furtado, do executivo da freguesia, só lhe aponta qualidades.

"Não obstante de ser suplente, ele teve sempre uma participação muito ativa e motivada, de acordo com os interesses da união de freguesias", assume.


Ana Furtado admite que ficou contente com o anúncio da candidatura, e espera que Mayan coloque Foz do Douro no mapa. "O Tiago Mayan é um excelente candidato e fiquei muito feliz com a sua candidatura. Demonstra muita coragem, não é fácil enfrentar pessoas com tantos anos de experiência, como o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa."

"Pode ser uma pessoa nervosa, mas tem ideias e valores"

Tiago Mayan Gonçalves tem 43 anos, ainda não era nascido quando o atual Presidente da República iniciou a carreira política. Ainda assim, o mandatário para a juventude do candidato liberal, João Miguel Pereira, vê nessa inexperiência um fator positivo.

"O Tiago não tem a experiência política que os restantes candidatos têm. O Tiago é uma pessoa normal, um advogado, que quer uma alternativa para Portugal. O que o Tiago não tem em carisma está a mostrar em ideias. Por isso é que as pessoas ficaram impressionadas nos debates. Pode ser uma pessoa nervosa, que gagueja, mas tem as ideias e os valores. Isso é que interessa", explica.

Aos poucos, a onda liberal "vai crescendo", assume o mandatário para a juventude de Mayan, que não descarta uma surpresa "de quatro ou cinco por cento" no dia das eleições.

"Há quatro anos não enchíamos uma sala, agora a onda liberal começou a crescer. Iniciou-se com o Carlos Guimarães Pinto, consolidou-se com a eleição do João Cotrim de Figueiredo, e agora, quem sabe, não tenhamos uma surpresa."

País mais pobre da Europa? "É assustador"

João Miguel Pereira está imigrado em Londres, e trabalha no Governo do Reino Unido. Com um "bom salário", mas a família longe, o mandatário do candidato liberal assume que voltar a Portugal continua a ser o objetivo.

"O que eu quero é uma alternativa para poder voltar, é muito difícil estar lá fora quando se quer estar cá. É muito difícil escolher entre o racional e o emocional", lamenta.

O jovem não pertence ao partido de Mayan, mas assume-se como liberal. Tal como o candidato, diz que Portugal estará na cauda da Europa dentro de poucos anos. "Estamos condenados à miséria. Tenho 21 anos e em 14 o país foi Governado pelo Partido Socialista. Quando eu nasci Portugal estava a meio da tabela, mas agora caminhamos para os últimos lugares. Na próxima década, muito provavelmente, seremos o país mais pobre da Europa. É uma coisa assustadora."

Tiago Mayan Gonçalves assume-se "farto da bolha em que o sistema político vive" e promete uma rutura com as medidas socialistas e com o sistema político enraizado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de