Governo avalia possibilidade de crédito para apoiar quebras na produção de cerejas

O apoio destina-se aos agricultores que perderam 80% da produção.

O Governo está a avaliar a possibilidade de avançar com uma linha de crédito para apoiar as perdas de cerca de 80% na produção de cerejas, face ao mau tempo que se fez sentir entre março e abril.

"A par da linha de 30 milhões de euros para o setor das flores, estamos a estudar a possibilidade de abrir uma segunda linha de credito, não para fazer face ao impacto da Covid-19, mas para poder ajudar as zonas que perderam praticamente 80% da produção de cereja pelo mau tempo que se fez sentir no final de março, início de abril", anunciou a ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, em resposta aos deputados numa audição parlamentar de Agricultura e Mar.

A governante relembrou ainda que, no âmbito da pandemia de Covid-19, as primeiras linhas de crédito, destinadas ao setor agrícola, registaram 68 candidaturas aprovadas e um apoio total de 31 milhões de euros.

Já no âmbito das últimas linhas de crédito avançadas, com valor superior a seis mil milhões de euros, "existem candidaturas aprovadas e valores a entrar na economia", sublinhou a líder do Ministério da Agricultura, sem avançar números.

Por outro lado, Maria do Céu Albuquerque referiu que o Governo está ainda a trabalhar na linha de crédito criada com o Fundo Europeu de Investimento (FEI) para que possam ser abrangidos investimentos de projetos em curso.

Portugal contabiliza 1.342 mortos associados à Covid-19 em 31.007 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado hoje.

Relativamente ao dia anterior, há mais 12 mortos (+0,9%) e mais 219 casos de infeção (+0,7%).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de