"A democracia não será suspensa." Governo dá parecer favorável ao estado de emergência

Diploma terá ainda de ser votado na Assembleia da República.

O primeiro-ministro, António Costa, depois de ter estado reunido na última hora com o Conselho de Ministros para conhecer as conclusões do Conselho de Estado da manhã desta quarta-feira, revelou ao país que o Governo deu parecer favorável ao Estado de Emergência. Agora, o diploma terá ainda de ser votado na Assembleia da República.

Ainda assim, Costa lembra que a democracia não está suspensa no país e que a liberdade se mantém.

"Em caso algum se pode desresponsabilizar o notável exemplo de civismo que os portugueses têm dado", lembra António Costa.

Leia aqui o decreto do Estado de Emergência

Dando a garantia de que "o país não vai parar", com as cadeias de abastecimento de bens essenciais a continuarem a ser asseguradas, Costa alerta que o estado pandémico "seguramente durará ainda meses", podendo fazer com que as restrições se possam alargar. No entanto, o recolher obrigatório não consta do decreto.

"Mantenham a serenidade, a calma e a confiança. Há condições para enfrentar e ultrapassar a pandemia", aconselha o primeiro-ministro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de