Governo lamenta decisão do BE de votar contra OE e contesta versão do partido

Duarte Cordeiro considera que a caracterização do OE pelo BE não se traduziu em outras propostas, vincando que a esmagadora maioria das nove propostas do Bloco são extra-orçamentais. O BE tem até quarta-feira para reavaliar a sua posição, assinala.

O Governo lamentou neste domingo o anúncio do Bloco de Esquerda de que deverá votar contra o Orçamento do Estado para 2022 e contestou a descrição feita pela líder Catarina Martins sobre o conteúdo do documento e o processo negocial.

"O Governo teve durante este processo negocial uma postura bastante construtiva, serena, e procurámos dar resposta e faver avanços concretos em matérias no Orçamento do Estado e noutras reformas que tivemos oportunidade de aprovar a semana passada", frisou o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, numa conferência de imprensa na Presidência do Conselho de Ministros, em que participam também a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, e a ministra da Saúde, Marta Temido.

O Bloco de Esquerda anunciou neste domingo que votará contra a proposta do Orçamento do Estado para 2022 se não existirem aproximações do Governo às propostas do partido até à votação na generalidade, marcada para quarta-feira.

Na quinta-feira, o Conselho de Ministros aprovou novas medidas na área da legislação laboral, da saúde e da cultura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de