Governo nega envolvimento no caso dos kits de autoproteção

Secretário de Estado da Proteção Civil remete para as conclusões do inquérito pedido pelo MAI

O secretário de Estado da Proteção Civil defendeu-se este domingo das acusações de ter orientado a compra dos 15 mil kits de autoprotecção do Programa Aldeia Segura.

Na edição deste domingo, o Jornal de Notícias revela que a Secretaria de Estado da Proteção Civil, liderada por José Artur Neves, acompanhou todo o processo e a Autoridade Nacional de Proteção Civil só teve que autorizar o pagamento.

Este domingo, na fronteira de Vilar Formoso, José Artur Neves foi confrontado pelos jornalistas com esta informação. No entanto, o governante negou o envolvimento e remeteu para as conclusões do inquérito que vai arrancar.

"É um assunto da responsabilidade Autoridade Nacional de Proteção Civil. O inquérito dará nota seguramente do processo que teve também, seguramente, o desenvolvimento de acordo com as regras de contratação pública", explicou.

"Nem sei de quem são as empresas nem faço ideia nenhuma. As empresas foram selecionadas, foram convidadas, o processo foi desenvolvido pela Autoridade nacional, as conclusões virão do inquérito", concluiu.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados