Governo quer dedução do IVA na gasolina para híbridos

O ministro do Ambiente quer que a dedução do IVA da gasolina para o segmento híbrido plug-in seja uma medida para o próximo Orçamento de Estado, e que as autarquias tenham o poder de restringir os carros dentro das cidades.

As eleições legislativas são só em outubro, mas, se for o PS a formar Governo, há já uma medida pensada para ser contemplada pelo Orçamento de Estado de 2020. Trata-se da dedução do IVA da gasolina, tal como é possível fazer em relação ao gasóleo, algo que a Associação Do Comércio Automóvel De Portugal já reclama há muito tempo.

O ministro do Ambiente, Matos Fernandes, concorda com a reivindicação da associação liderada por Hélder Pedro. "Sobre a dedução do IVA da gasolina, acho que faz sentido nos veículos híbridos plug-in. Acho que faz sentido, e espero que o próximo Orçamento de Estado contemple isso mesmo", afirmou no programa "Olhe que não", na TSF .

Mas esta não foi a única promessa do ministro do Ambiente, caso o Partido Socialista forme Governo nas próximas legislativas. João Pedro Matos Fernandes também assegurou que as autarquias terão o poder de proibir a entrada de carros nas cidades que gerem.

Mais ainda, Matos Fernandes revelou que, se fosse presidente de Câmara, era isso que faria. "Gostava de ter poder para fazer, mas eu acho que as autarquias têm de poder definir um contingente de automóveis que querem ter na sua cidade, ou em algumas zonas da cidade", asseverou o socialista.

Esta é uma discussão que tiveram recentemente dentro do ministério, conforme avançou Matos Fernandes à TSF. O ministro quer criar possibilidade legislativa para que as autarquias o possam fazer.

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, e Hélder Pedro, secretário-geral da ACAP, a Associação Do Comércio Automóvel De Portugal, são os protagonistas da edição desta quarta-feira do programa "Olhe que Não".

Em debate, está o fim do gasóleo, sobre se este tem ou não uma data anunciada.

OS CARROS A GASÓLEO ESTÃO CONDENADOS À MORTE? OUÇA AQUI O PROGRAMA "OLHE QUE NÃO"

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de