"Há setores racistas e xenófobos entre nós." Marcelo diz que não há "portugueses puros"

"Qualquer comportamento racista ou xenófobo é condenável e intolerável, e deve ser devidamente punido, seja qual for a vítima", diz o Presidente da República.

O Presidente da República reagiu esta segunda-feira ao caso de racismo denunciado este sábado por uma atriz brasileira em Portugal. Marcelo Rebelo de Sousa admite que "não vale a pena negar que há, infelizmente, setores racistas e xenófobos entre nós".

Contudo, "não se pode, nem deve, generalizar, pois o comportamento da sociedade portuguesa é, em regra, respeitador dos direitos fundamentais e da dignidade da pessoa humana", reflete o chefe de Estado português.

"O Presidente da República sublinha, de novo, que qualquer comportamento racista ou xenófobo é condenável e intolerável, e deve ser devidamente punido, seja qual for a vítima", realça Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República diz que não há "portugueses puros". "A sociedade portuguesa é constituída por pessoas das mais variadas origens, que aqui chegaram há poucos ou há muitos anos, alguns há séculos, aqui vivem, trabalham, constituem as suas famílias: não há 'portugueses puros', somos todos descendentes de culturas, civilizações e origens muito diversas", afirma no comunicado publicado no site da Presidência.

E acrescenta: "Somos todos transmigrantes, todos temos familiares e amigos que vivem ou viveram fora do quadro geográfico físico de um país; tal como tantos que aqui encontram uma melhor vida. E todos somos Portugal."

A Polícia de Segurança Pública escoltou este sábado, na Costa de Caparica, uma mulher acusada de ter proferido insultos racistas contra os filhos do casal de atores brasileiros Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, de férias em Portugal, que vai apresentar queixa às autoridades.

O caso foi divulgado através de um vídeo nas redes sociais em que é possível ver e ouvir, na esplanada do restaurante Clássico Beach Club, a atriz brasileira muito transtornada e a acusar uma outra mulher, sentada e de costas, de ser uma "racista nojenta", ameaçando-a com "um soco e uma porrada na cara". O ator Bruno Gagliasso também surge no vídeo, mas não tem intervenção visível.

Noutras imagens que também circulam pelas redes sociais é possível ver a mulher confrontada pela atriz a ser acompanhada até à saída da praia por três agentes da PSP.

Leia o comunicado na íntegra

"O Presidente da República sublinha, de novo, que qualquer comportamento racista ou xenófobo é condenável e intolerável, e deve ser devidamente punido, seja qual for a vítima.

Não vale a pena negar que há, infelizmente, setores racistas e xenófobos entre nós, mas não se pode, nem deve, generalizar, pois o comportamento da sociedade portuguesa é, em regra, respeitador dos direitos fundamentais e da dignidade da pessoa humana. O mesmo se dirá, especificamente, quanto às comunidades dos países irmãos de língua portuguesa, que têm vindo a aumentar a sua presença entre nós e são motivo de gratidão e de orgulho para Portugal.

A sociedade portuguesa é constituída por pessoas das mais variadas origens, que aqui chegaram há poucos ou há muitos anos, alguns há séculos, aqui vivem, trabalham, constituem as suas famílias: não há "portugueses puros", somos todos descendentes de culturas, civilizações e origens muito diversas.

Somos todos transmigrantes, todos temos familiares e amigos que vivem ou viveram fora do quadro geográfico físico de um país; tal como tantos que aqui encontram uma melhor vida. E todos somos Portugal."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de