IL diz estar aberto a apoiar soluções em Lisboa mas rejeita alianças com o PS

Cotrim de Figueiredo disse acreditar que o PS "vai perder poder nas autarquias em Portugal", pela "a forma como o PS se tem comportado nessas autarquias e como se tem comportado nesta campanha".

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim de Figueiredo, disse este domingo estar aberto a "apoiar soluções" favoráveis aos lisboetas, mas não com o PS.

"Aquilo que conseguiremos fazer com esses votos será no sentido de melhorar a vida dos lisboetas, não com alianças com o Partido Socialista, mas apoiando propostas que a Iniciativa Liberal fez durante a campanha eleitoral", afirmou em declarações aos jornalistas à chegada à sede da campanha do Movimento de independente de Rui Moreira.

As projeções televisivas divulgadas hoje às 21h00 apontam um empate entre o socialista Fernando Medina e o social-democrata Carlos Moedas na corrida à presidência da Câmara de Lisboa nas eleições autárquicas.

Confrontado com o possível empate técnico entre o atual presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e a coligação de Carlos Moedas, Cotrim de Figueiredo recusou a ideia de que foi um erro o partido não ter apoiado Moedas, salientando que os votos são dos eleitores do partido.

"Os votos da Iniciativa Liberal não pertencem à Iniciativa Liberal pertencem aos eleitores da Iniciativa liberal e eles decidiriam se votariam ou não num ou noutro sitio", disse.

Com os dados conhecidos até ao momento, o líder do IL arrisca, contudo, a dizer que "o resultado de Fernando Medina fica aquém de tudo que se previa em termos de sondagens", no entanto, ressalva, "é muito cedo para saber ao certo o que é que isso quer dizer".

Também do ponto vista nacional, Cotrim de Figueiredo disse acreditar que o PS "vai perder poder nas autarquias em Portugal", pela "a forma como o PS se tem comportado nessas autarquias e como se tem comportado nesta campanha".

O líder da IL esteve hoje na sede de campanha Moreira, nos Aliados para "dar um abraço de amigo a Rui Moreira e para dar os parabéns aos eleitos da IL, que, tudo indica, vão serão eleitos".

Cotrim deixou, contudo, claro que "A vitoria de Movimento Aqui Há Porto é a vitória do Movimento Aqui Há Porto" e de "mais ninguém".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de