Alegre e Capucho de acordo: eleições antecipadas

Manuel Alegre e António Capucho estão de acordo: o Presidente deve convocar eleições antecipadas.

Alegre considera que Paulo Portas se demitiu porque percebeu que, se continuasse no Governo, «ficaria numa situação insustentável». «Se ficasse, ficaria fragilizado e é por isso que sai», disse o antigo candidato presidencial.

Alegre defende que Cavaco deve dar «a palavra ao povo», marcando eleições.

O mesmo pensa António Capucho. «O Governo já estava moribundo antes da demissão de Vítor Gaspar, depois ficou ferido de morte».

O antiogo presidente da Câmara de Cascais não acredita que Passos Coelho consiga liderar um novo governo com o CDS.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de