Ângelo Correia defende que membros do Governo merecem censura

O antigo dirigente do PSD, entrevistado esta noite pela TSF, mostra-se indignado pela situação que o país está a atravessar e considera que Passos Coelho já está a pensar em eleições.

«É evidente que o país precisava de estabilidade e de paz e precisava que todos os intervenientes políticos tivessem percebido que o que estão a fazer é mau para o país. É mau. Um e outro, os dois merecem censura. O país é mais importante que isto tudo», defende Ângelo Correia, um dos impulsionadores da candidatura de Pedro Passos Coelho há dois anos.

Em declarações à TSF, o antigo dirigente social democrata diz acreditar que dificilmente este Governo tem condições para se manter em funções. Ângelo Correia sublinha que há muito que eram visíveis as dificuldades do executivo, nomeadamente por lhe faltar um núcleo duro consistente.

«Faltou no Governo um núcleo duro que se articulasse entre si de maneira homogénea e que planesasse as coisas num conjunto. Dá impressão que o único núcleo duro que existia no Governo era Vítor Gaspar e Passos Coelho. Isso não chega», afirma.

Depois de ouvir o discurso de ontem do primeiro-ministro, Ângelo Correia diz ainda que Passos Coelho já está a pensar nas eleições quando culpa o CDS-PP pela crise política.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de