Após audiência com Marcelo, Cristas garante que "não há crise nenhuma"

Líder do CDS espera que o partido consiga nas Legislativas um "resultado diferente" do alcançado nas Europeias e assegura há "empenho" por parte dos centristas.

Assunção Cristas garante que o CDS está focado e empenhado em obter melhor resultado nas Legislativas e rejeita que haja uma crise no partido que lidera.

Depois da audiência com o Presidente da República, na tarde desta quarta-feira, em Belém, a líder centrista deixou claro que o guião pós-Europeias está bem estudado.

"Certamente que o Presidente da República está preocupado, como nós estamos preocupados, e por isso o que transmiti ao Presidente foi o entusiasmo e o empenho do CDS em que, nas eleições Legislativas de outubro, as nossas propostas - pela sua qualidade, pela forma como são apresentadas, como vão ao encontro das preocupações centrais de todos nós portugueses - possam trazer um resultado diferente daquele que foi o resultado das Europeias, que não foi do nosso agrado", afirmou a líder centrista.

Apesar da preocupação, Cristas recusa pensar numa crise, até porque a página das eleições Europeias já foi virada.

"Não há crise nenhuma, há um partido unido e empenhado em trazer propostas muito focadas e concretas que vão ao encontro do dia-a-dia das pessoas, em colocar as pessoas em primeiro lugar e em chegarmos às eleições com um programa ambicioso", reiterou.

À saída da audiência, tal como já havia dito em várias ocasiões após as Europeias, Cristas deixou claro que o CDS compreendeu bem o sinal do eleitorado e garantiu que ainda há eleitorado potencial que o partido quer conquistar.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de