Arrendamento acessível: um mês depois, 37 mil visitas e 10 contratos

Secretária de Estado da Habitação encara o primeiro mês com "elevado otimismo".

O Programa de Arrendamento Acessível começou há um mês e há "dez famílias a usufruir de uma renda abaixo do valor de mercado".

Durante o último mês, "proprietários, senhorios e famílias portugueses demonstraram grande interesse no programa, com mais de 37 mil visitas, tendo-se registado na Plataforma do Arrendamento Acessível 5904 utilizadores".

A plataforma registou 2264 candidaturas e registou 89 alojamentos e foi possível submeter 10 contratos de arrendamento acessível. Em comunicado, o gabinete do ministro das Infraestruturas e da Habitação considera que os resultados do primeiro mês foram "fruto também da simplicidade e rapidez dos procedimentos do programa".

Ana Pinho, secretária de Estado da Habitação, olha para os dados do primeiro mês com "elevado otimismo", considerando os mesmos um "excelente sinal do sucesso deste programa".

A governante recorda que o programa não tem "efeitos imediatos" e que "à medida que o conhecimento sobre o programa chegue a mais potenciais senhorios, e que as casas ou os quartos fiquem disponíveis, o número de alojamentos registados na Plataforma do Arrendamento Acessível aumente gradualmente e seja cada vez maior o número de senhorios e famílias a beneficiar das vantagens do Programa de Arrendamento Acessível".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de