"Erasmus no Interior"? Rui Rio diz que proposta de António Costa foi ideia do PSD

O líder social-democrata afirmou que a criação de um programa Erasmus Interior é uma "boa ideia" que o PSD já apresentou há "meses largos", sendo que o líder do PS, acrescentou, terá "reproduzido bem uma ideia de que gostou".

"Propusemos isso há meses largos atrás, traduzimos isso agora no nosso programa eleitoral, é uma medida que se o PS concorda com ela, só temos de nos regozijar com isso", disse Rui Rio, este domingo, na Ribeira Grande, na ilha açoriana de São Miguel, após uma reunião com o presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita.

"Temos de dar também oportunidade aos jovens portugueses de conhecerem o seu próprio país", acrescentou ainda o líder do PSD.

Questionado sobre a coincidência de PSD e PS defenderem a mesma medida, declarou: "O doutor António Costa terá lido bem o programa do PSD e reproduzido bem uma ideia de que gostou", numa alusão a uma leitura que o líder socialista terá feito erradamente de o PSD querer avançar para um TGV entre Lisboa e Porto.

O secretário-geral do PS, António Costa, disse no sábado querer criar um Erasmus Interior para os jovens portugueses que "só conhecem a país da onda do surf" tenham a oportunidade de conhecer "outros territórios, saberes e espaços", dentro do país.

"Tal como tem sido fundamental na formação da nossa juventude, poderem estar um ou dois semestres no estrangeiro, a aprenderem outras línguas, costumes e outras gentes, é também fundamental que possam ter a oportunidade de conhecer outros territórios, outros saberes e espaços no nosso país", realçou o líder do PS, durante um comício em Vila Real.

Reitores lembram que proposta já existe na prática

Ouvidos pela TSF, o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, António Fontainhas Fernandes, e o presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, Pedro Dominguinhos, consideram a ideia de um "Erasmus Interior" importante, mas recordam que a ideia não é nova e até está enquadrada por outro mecanismo de intercâmbio.

O Programa Almeida Garrett, destinados aos alunos das universidades, e o Programa Vasco da Gama, destinado aos alunos dos institutos politécnicos, cumprem, atualmente, a função da "nova ideia" reclamada tanto por António Costa como Rui Rio.

"Neste momento, existe no ensino superior o programa Vasco da Gama, que está em vigor, sem qualquer discriminação positiva para qualquer tipo de instituição", apontou Pedro Dominguinhos, referindo o exemplo específico dos politécnicos.

O presidente do concelho dos politécnicos realça, apesar de tudo, que se trata de um conceito "importante para permitir uma maior mobilidade a estudantes, o que significa alargar as competências desses estudantes, para além, naturalmente, de um conhecimento mais aprofundado de diferentes regiões do país".

Já Fontainhas Fernandes, fica à espera que a proposta para o novo projeto avance no terreno.

"Muito pouco se tem feito e, se quisermos atrair mais jovens para o Interior, isso passa por criar medidas adicionais. E sabemos que o ensino superior hoje é das poucas âncoras de esperança que estas regiões densidade têm", afirmou.

"A coesão é uma questão de regime, é transversal a todos os partidos políticos e é fundamental existir entendimento. É preciso assumir poltiticamnete - não apenas no discurso, mas na prática governativa - se pretendemos manter o modelo do passado, ou se pretendmeos implementar um modleo inovador, baseado no conhecimento, que será o grande pilar do desenvolvimento e da coesão no país", cpncluiu.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de