Gaspar: a demissão esperada

Vítor Gaspar foi ministro das Finanças durante dois anos. Um ministro que os portugueses dificilmente vão esquecer nos próximos anos

A polémica sobre os contratos "swap", envolvendo o anterior governo, foi apenas a última de um mandato cheio de polémicas: ainda na semana passada o secretário-geral do PS exigia explicações do Governo a propósito de o ministro das Finanças saber, com «dias de antecedência», dados sobre o défice orçamental que o INE só vai divulgar na sexta-feira seguinte.

E ainda em junho, Vítor Gaspar culpou a chuva do primeiro trimestre pelos prejuízos na economia portuguesa, numa das frases que mais críticas suscitaram.

Há muito que a demissão era pedida pela oposição, mas também no PSD a continuidade de Vítor Gaspar era contestada.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de