Jamila Madeira em Faro e Capoulas Santos em Évora encabeçam listas do PS

As eleições legislativas realizam-se a 6 de outubro.

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, e a coordenadora da bancada do PS para a área da saúde, Jamila Madeira, vão encabeçar respetivamente as listas de candidatos a deputados socialistas nos círculos eleitorais de Évora e Faro.

Os nomes destes dois cabeças de listas do PS para os círculos eleitorais de Évora e Faro foi hoje transmitida à agência Lusa pela secretária-geral adjunta dos socialistas, Ana Catarina Mendes.

Ana Catarina Mendes adiantou à agência Lusa que a deputada Hortense Martins será "número um" em Castelo Branco, enquanto o coordenador do Grupo Parlamentar do PS para as questões de economia, Luís Testa, será o cabeça de lista em Portalegre.

Nas eleições legislativas de 2015, no Algarve, a lista socialista foi encabeçada pelo atual secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, tendo o PS conquistado quatro dos nove mandatos, com a coligação PSD/CDS-PP a eleger três, o Bloco de Esquerda um e a CDU também um.

Ao longo das últimas semanas, vários órgãos de comunicação social noticiaram que o ministro das Finanças, Mário Centeno, seria o cabeça de lista em Faro, mas tal hipótese acabou por não se confirmar.

Fonte socialista adiantou que Mário Centeno deverá ser "número três" em Lisboa, numa lista que será encabeçada pelo secretário-geral do PS, António Costa, e que será aprovada em comissão política federativa na segunda-feira.

Em Évora, o PS optou por repetir Capoulas Santos como cabeça de lista, depois de há quatro anos ter vencido as eleições neste círculo eleitoral, embora elegendo apenas um dos três mandatos em disputa. A CDU e a coligação PSD/CDS elegeram um cada.

Tal como em Évora, o PS volta a candidatar em primeiro lugar os mesmos dirigentes socialistas em Portalegre, Luís Testa, e em Castelo Branco, Hortense Martins.

Em Portalegre, há quatro anos, num total de dois mandatos, os socialistas elegeram um e a coligação PSD/CDS-PP o outro deputado.

Já no caso de Castelo Branco, em 2015, o PS elegeu dois (Hortense Martins e o atual secretário de Estado Eurico Brilhante Dias), assim como a coligação PSD/CDS-PP.

Do ponto de vista político, a escolha de Hortense Martins foi contestada na Federação do PS de Castelo Branco, já que a deputada se encontra sob investigação num caso sobre utilização de fundos comunitários.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de