Política

Luís Menezes critica excessos de PR na apreciação da governação

Em entrevista à TSF, o vice-presidente da bancada "laranja" usa o termo «leviana» para qualificar a forma como o Chefe de Estado, Cavaco Silva, tem analisado as reformas do Governo.

A TSF convidou Luís Menezes, vice-presidente da bancada parlamentar do PSD, a comentar os seis meses de governação.

O deputado destacou «a forma algo leviana como o Presidente da República se referiu a algumas medidas que este Governo estava a tomar», frisando que «ele [Cavaco Silva] sabe a situação em que o país está e que não à volta a dar aos sacrifícios que todos temos que fazer».

«Tenho muita confiança naquilo que ele irá fazer, mas não posso ressalvar que relativamente a algumas medidas que este Governo tomou, as declarações foram demasiado extemporâneas», reiterou.

O vice-presidente da bancada do PSD referiu ainda, em relação a Cavaco Silva, não ter percebido «enquanto português», o porquê de o Presidente da República, «conhecedor da realidade do país e dos seus problemas económicos», não ter tido «a solidariedade para este Governo que teve para muitas medidas, bem mais gravosas, que o anterior Governo tomou».

Nesta entrevista à TSF, Luís Menezes reconheceu também que gostava de ver o ministro Paulo Portas mais activo e presente politicamente.

  COMENTÁRIOS