Marinho e Pinto defende que Pardal Henriques "seria um excelente candidato" a deputado

O líder do Partido Democrático Republicano deixa elogios à postura assumida pelo porta-voz do sindicato dos motoristas durante a greve.

O presidente e fundador do Partido Democrático Republicano (PDR), António Marinho e Pinto, considera que o porta-voz do Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, seria um grande candidato ao Parlamento.

Embora não confirme se Pardal Henriques será um dos cabeças-de-lista do partido nas próximas eleições legislativas, Marinho e Pinto mostra confiança no potencial do advogado enquanto candidato.

"[Pardal Henriques] seria um excelente candidato à Assembleia da República. É uma hipótese", declarou Marinho e Pinto, entrevistado pela Rádio Observador.

"Dependerá. Aqui não há centralismo democrático", prosseguiu o presidente do Partido Democrático Republicano, sublinhando que não cabe à direção da força política decidir quem são os candidatos.

"Estamos num partido democrático, não confirmamos nem desmentimos nenhum nome que seja apresentado pela comunicação social sem as listas serem aprovadas, não faz sentido", retorquiu.

Pedro Pardal Henriques assumiu-se como a figura de maior destaque durante a recente paralisação dos motoristas, um papel elogiado por Marinho Pinto, que considera que a luta dos motoristas é "um dos fenómenos mais importantes da democracia portuguesa, se não mesmo o mais importante".

O líder do Partido Democrático Republicano aproveitou ainda para tecer críticas ao modo de atuação do Governo perante o protesto dos motoristas, que diz não ter "diferido muito da forma como as ditaduras tratam as lutas sindicais". Para Marinho e Pinto, o Executivo de António Costa limitou-se a "acariciar as entidades patronais", em vez de "obrigá-las a negociar".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de