Bloco de Esquerda contra-ataca Costa: "Vale tudo para tentar maiorias absolutas"

A eurodeputada do Bloco de Esquerda reagiu à entrevista de António Costa ao Expresso e acusou o primeiro-ministro de fazer "caricaturas de mau gosto".

António Costa atirou-se ao Bloco de Esquerda na entrevista ao semanário Expresso , usando a citação de um amigo para dizer que o partido coordenado por Catarina Martins tem a necessidade de ser notícia.

"Há um amigo meu que compara o PCP ao Bloco de uma forma muito engraçada: é que o PCP é um verdadeiro partido de massas, o Bloco é um partido de mass media", afirmou.

Marisa Matias não deixou o primeiro-ministro sem resposta e acusa-o de estar a fazer tudo para conseguir uma maioria absoluta nas próximas eleições Legislativas.

"Nestes quatro anos, enquanto precisou de parceiros para ser Governo, António Costa nunca fez caricaturas de mau gosto. Agora parece que vale tudo para tentar maiorias absolutas", escreveu a deputada bloquista no Twitter.

Apesar dos elogios ao PCP e às farpas ao Bloco de Esquerda, o primeiro-ministro garante que se trata de "estilos de atuação diferentes". "Não me compete a mim dizer qual é melhor ou pior, não voto nem num nem no outro", reforçou António Costa.

"Maioria absoluta pode levar à arrogância"

Numa atualização de uma entrevista ao jornal ECO , Catarina Martins frisou que "o desejo de uma maioria absoluta pode levar à arrogância e à tentação de fazer caricaturas".

"Prefiro a humildade de reconhecer o caminho que fizemos e discutir as diferenças que apresentamos para o país", admite, frisando que "o Bloco é um fator de estabilidade e segurança na vida das pessoas, no seu salário e na garantia de que se pode viver melhor". "Creio que ninguém duvida disso", enalteceu.

(Notícia atualizada com declarações de Catarina Martins)

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de