"O PSD está desaparecido em combate, parece um vazio"

O comentador da SIC sublinhou que os adversários de Rui Rio já começaram a 'arrepiar caminho'.

Luís Marques Mendes considera que o PSD está "desaparecido em combate" e lança duras críticas ao líder do partido. O comentador disse este domingo, no seu espaço de comentário na SIC, que está preocupado com a situação do PSD, porque "o país precisa de uma boa oposição".

"Ninguém percebe o que se passa no PSD. O PSD perdeu, de uma forma clamorosa, as eleições europeias. Precisava de rapidamente agir para recuperar, precisava de estar ativo. Em vez de estar ativo, está desaparecido em combate. Parece um vazio e já passaram três semanas depois das eleições europeias", sublinhou o social-democrata.

Por outro lado, o comentador da SIC sublinhou que os adversários de Rui Rio já começaram a 'arrepiar caminho'.

É o caso de "Jorge Moreira da Silva, que já tinha feito um artigo ao Expresso, deu uma outra entrevista a marcar a sua posição para o futuro é legítimo" ou de Pedro Duarte que apresenta agora "aquilo que é o seu "Manifesto X" com dez metas para os próximos dez anos e uma centena de medidas - e eu já tive ocasião de ver algumas interessantes. E tem até uma novidade, tem um apoio para esta sua iniciativa do general Ramalho Eanes".

Marques Mendes lembrou ainda que "Luís Montenegro que está silencioso", mas não parado: "Esse [Montenegro] é inteligente, porque esse que já toda a gente sabe que está na dianteira, que está na pole position. Já toda a gente sabe que ele vai ser candidato em outubro. Portanto, não precisa de abrir a boca e acho que inteligente da parte dele não abrir a boca. Em qualquer circunstância, o que há é, no fundo, isto: quando a direção não ocupa o espaço, com ideias, com iniciativas e com oposição é outro ruído. Isto não é bom", rematou.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de