Passos Coelho: «Não me demito, não abandono o meu país»

Passos Coelho quer perceber junto do CDS o alcance da demissão de Portas, que ainda não aceitou. E não se demite.

20h21: termina a intervenção de Passos Coelho, sem perguntas dos jornalistas.

20h19: «não me demito, não abandono o meu país. (...)Os portugueses podem contar comigo»

20h17: em conjunto teremos de esclarecer o pedido de demissão. (...) Nas próximas horas tentarei esclarecer com o CDS» as questões do apoio ao Governo.

20h15: «É precipitado aceitar esse pedido de demissão»

20h13: «Eu próprio tenho de manifestar a minha surpresa com a demissão; [são] acontecimentos verdadeiramente impensáveis».

20h13: Passos Coelho começa a falar.

Marcada para as 20 horas, a intervenção do primeiro-ministro está atrasada. Em S. Bento os repórteres aguardam. A última informação sobre o que Passos Coelho dirá aponta para a possibilidade de apresentação de uma moção de confiança, com a manutenção em funções dos dois ministros do CDS.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de