Política

PS acusa maioria de «intransigência» no corte de 4,7 ME na despesa do Estado

O PS acusa a maioria de manter «desde a primeira hora uma intransigência absoluta» no corte de 4,7 mil milhões de euros na despesa do estado.

Numa altura em que continuam reunidos os representantes do PS, PSD e CDS para chegar a um acordo de salvaçao nacional, como foi pedido pelo Presidente da República, uma fonte oficial socialista enviou uma mensagem telefónica aos jornalistas.

A mensagem é muita curta e apenas acusa a maioria de manter «desde a primeira hora uma intransigência absoluta» no corte de 4,7 mil milhões de euros na despesa do Estado.

  COMENTÁRIOS