PSD apela ao Governo para tomar "medidas extraordinárias" para travessia do Tejo

Emídio Guerreiro alerta para "situação cada vez mais preocupante" e exige respostas ao executivo socialista.

Preocupado com os problemas crescentes que envolvem a Transtejo e a Soflusa, o PSD insta o governo a tomar medidas extraordinárias para pôr cobro a uma situação que diz cada vez mais preocupante.

Depois de reunir com representantes das empresas e dos sindicatos, o deputado Emídio Guerreiro dá voz ao alerta e faz exigências ao executivo socialista.

"Temos que ter capacidade de criar soluções extraordinárias para uma realidade que não deveria ser esta, mas é fruto da incompetência do Governo", acusou.

É preciso, afirmou o deputado do PSD, que o Governo "tome medidas extraordinárias para facilitar a vida das pessoas" porque "o que é importante é que as políticas" sejam adotadas "em função dos utentes".

Emídio Guerreiro explicou que a situação no transporte fluvial no Tejo, em Lisboa, é "fruto de desinvestimento total nesta legislatura", a que se somam "as dificuldades que já vinham detrás", e disse que os transportes são neste momento menos e não há certeza de que os concursos que estão agora a ser lançados terão resultado.

Se o PSD for governo já na próxima legislatura, Emídio Guerreiro garante que tudo será feito para reverter os problemas na travessia do Tejo.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de