PSD quer «elevado sentido de responsabilidade» do CDS

O líder parlamentar do PSD fez um apelo ao CDS «para não desperdiçar o esforço de dois anos»

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, afirmou hoje aguardar uma clarificação por parte dos órgãos do CDS-PP relativamente ao apoio político a dar ao Governo, após a demissão de Paulo Portas.

«Aguardaremos que os órgãos próprios do CDS possam dar uma opinião e também uma decisão em relação ao apoio político que foi prestado por este partido, em coligação com o PSD, a estes dois anos de governação», afirmou Luís Montenegro, aos jornalistas no Parlamento.

O líder da bancada do PSD falava após a comunicação ao país do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, em que o primeiro-ministro disse que não tinha aceitado a demissão do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, e que ele próprio não se demita.

«"Queria dizer em nome do grupo parlamentar do PSD que a situação criada com a demissão do doutor Paulo Portas nos preocupa, sentimos que preocupa também todos os portugueses, e exige um elevado sentido de responsabilidade e um elevado sentido de Estado por todos os intervenientes políticos, aqueles que estão no Governo e também aqueles que estão na oposição», afirmou Montenegro.

«Mantemos firme o propósito de não desperdiçar todo o esforço e todo o sacrifício que foi desenvolvido pelo país ao longo dos últimos dois anos», defendeu.

O líder da bancada do PSD disse aguardar «com serenidade», apesar de afirmar que «a situação tem gravidade e, desse ponto de vista, carece de uma clarificação».

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de