Já são conhecidas as pastas do CDS-PP no Governo Regional da Madeira

Os "pelouros" do CDS-PP para o Governo Regional da Madeira já são conhecidos: os centristas ficam com as pastas da Economia e do Mar. O acordo foi essencial para a coligação de uma maioria parlamentar com o PSD.

O XIII Governo Regional da Madeira, de coligação PSD/CDS-PP, é formado por uma vice-presidência e nove secretarias regionais, tendo os centristas ficado com as pastas da Economia e do Mar e Pescas.

De acordo com a informação divulgada pela presidência do Governo da Madeira, a Secretaria Regional da Economia é tutelada pelo líder do CDS/Madeira, Rui Barreto, enquanto a do Mar e Pescas fica à responsabilidade de Teófilo Cunha, ex-autarca de Santana.

A Comissão Política e o Conselho Regional do PSD-Madeira ratificaram na segunda-feira, por unanimidade, um acordo político com o CDS-PP para a XII legislatura da Assembleia Legislativa e o XIII Governo Regional.

O vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, anunciou estarem criadas as condições para um governo com "estabilidade" para quatro anos, de 2019 a 2023.

Nas eleições legislativas na Madeira de 22 de setembro, o PSD ganhou sem maioria absoluta, tendo de se coligar com o CDS-PP. O partido de Miguel Albuquerque perdeu a maioria absoluta com que sempre governou a região, obtendo 56.449 votos e a eleição de 21 deputados.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados