Jornada do PS: "É preciso garantir que o teletrabalho não provoca excessos"

O grupo parlamentar socialista volta a juntar-se para avançar com propostas para o plano de recuperação: teletrabalho, estatutos das ordens profissionais e clima são temas de debate. António Costa abre os trabalhos.

Evitar excessos e regular o teletrabalho na era da pandemia são alguns objetivos traçados pela líder parlamentar do PS Ana Catarina Mendes, no dia em que decorre a Jornada de Trabalho sob o lema "Todos contam".

"As novas relações laborais demonstraram que o teletrabalho começa a ser admitido em muitas empresas. É preciso garantir que a legislação permita equilíbrio entre empregadores e trabalhadores e garantir que não há excessos", defende a dirigente socialista, em declarações à TSF, considerando que "o reforço do diálogo social e da negociação coletiva têm de estar subjacentes a esta legislação do teletrabalho".

Entre as "propostas concretas" que o PS trazer para o Plano de Recuperação está também o combate à pobreza, a começar na infância e a terminar nos idosos.

Outra das questões (que promete ser mais polémica) é a alteração de estatutos das ordens profissionais, com o PS a querer facilitar o acesso às profissões, nomeadamente através da "redução do tempo de estágio ou do fim de alguns exames".

"Nós entendemos que está na altura de entregarmos a nossa proposta legislativa para eliminar barreiras no acesso à profissão que nos parecem desmesuradas neste momento", justifica a líder parlamentar do PS, que sublinha a necessidade de "maior competitividade para melhorar a nossa condição social e económica".

Nesta Jornada, os deputados do PS vão ainda acertar ideias sobre a versão final da lei de bases do Clima que o partido promete apresentar em breve.

A reunião marca o reencontro dos deputados socialistas depois das reuniões à distância motivadas pela pandemia de Covid-19.

Em cima da mesa da Jornada de Trabalho convocada pela líder parlamentar Ana Catarina Mendes estão também os recados políticos que o líder do PS vai deixar logo na sessão de abertura e as intervenções do secretário geral adjunto José Luís Carneiro e do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares Duarte Cordeiro, além da líder parlamentar Ana Catarina Mendes que encerra os trabalhos ao final da tarde.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de