"Luís Montenegro triunfará porque o PSD se vai recriar"

Em declarações à TSF, o ex-secretário de estado, António Leitão Amaro, mostrou o desejo de, no futuro, com a nova liderança do partido, poder existir "um estado onde as pessoas possam pagar menos impostos".

António Leitão Amaro, ex-secretário de estado da Administração Local no XIX Governo Constitucional, considera "gritante" a "degradação" no atual Governo socialista. Na opinião do ex-deputado social-democrata, a situação política após a polémica sobre o novo aeroporto de Lisboa "é algo que não agrada a ninguém."

Assumido apoiante de Luís Montenegro, Leitão Amaro não tem dúvidas de que o novo líder do PSD "triunfará", não só pelo que o Partido Socialista "faz mal", mas, porque o partido "se vai recriar, regenerar e oferecer aos portugueses uma alternativa reformista".

O ex-deputado espera ver no futuro, com a nova liderança do partido, "um estado onde as pessoas possam pagar menos impostos, mas que seja mais bem gerido para devolver serviços muito melhores e onde aqueles que estão a ficar para trás possam sonhar subir na vida".

Na opinião de António Leitão Amaro, Portugal deve "se aproximar dos melhores da Europa e não cair sucessivamente como tem sido na história deste capítulo socialista".

O 40.º Congresso do PSD, a consagração de Luís Montenegro como presidente do partido, começa esta noite e decorre até domingo no Pavilhão Rosa Mota, mas inicialmente tinha estado marcado para o Coliseu do Porto, tendo mudado de local devido às melhores condições do novo espaço que, entretanto, ficou disponível.

É o quinto congresso que o PSD realiza no Porto, sendo a segunda vez que o palco é o Pavilhão Rosa Mota, tendo a primeira neste espaço sido no XVI Congresso Nacional, que se realizou em 13, 14 e 15 de novembro de 1992, ou seja, há quase 30 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de