Maioria contra realização da Festa do Avante!, incluindo eleitorado comunista

No total, 86% consideram que a emblemática Festa do PCP não devia ter acontecido. Junto daqueles que dizem votar no PCP, 49% reprovam e 48% concordam com a realização.

A Festa do Avante! realizou-se, em geral, com o cumprimento das regras determinadas pela Direção Geral da Saúde (DGS) mas, ainda assim, a esmagadora maioria dos inquiridos pela sondagem da Aximage para a TSF e JN consideram que ela não deveria ter acontecido.

86% não hesitam em condenar a realização do evento, 11% concordam com a Festa, mesmo em tempos de pandemia, e 3% não sabem ou não respondem.

Quando se analisa em detalhe as respostas, conclui-se que até junto dos inquiridos que dizem votar na CDU, as opiniões estão divididas, com ligeira vantagem para o não (49% estão contra, 48% concordam com a realização da Festa do Avante!.

Questionados sobre se consideram que foram respeitadas as regras decididas pela DGS, apenas 9% têm a perceção de que houve cumprimento total das determinações. De resto, 30% pensam que "sim, em parte" foram seguidos os cuidados de distanciamento social e 43% (sobretudo os mais jovens) consideram que não houve.

Ficha técnica

A sondagem foi realizada pela Aximage para a TSF e o JN, com o objetivo de avaliar a opinião dos Portugueses sobre temas relacionados a Festa do Avante!.

O trabalho de campo decorreu entre os dias 12 e 15 de setembro, Foram recolhidas 603 entrevistas entre maiores de dezoito anos residentes em Portugal.

Foi feita uma amostragem por quotas, com sexo, idade e região, a partir do universo conhecido, reequilibrada por sexo, idade, escolaridade e região.

À amostra de 603 entrevistas, corresponde um grau de confiança de 95% com uma margem de erro de 4.00%.

A responsabilidade do estudo é da Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direção técnica de José Almeida Ribeiro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de