"Mais uma oportunidade para o Governo." Os Verdes anunciam abstenção no Orçamento

É mais uma abstenção a juntar às do PCP, PAN, e das duas deputadas não inscritas e que alarga a folga para a viabilização do OE2021 na generalidade.

Com a abstenção agora anunciada pelo líder parlamentar José Luís Ferreira, o partido ecologista Os Verdes (PEV) pretende dar "mais uma oportunidade para o Governo mostrar sinais de abertura" perante as alterações na especialidade.

"Os Verdes com todo sentido de responsabilidade vão abster-se na generalidade. Mas este sentido de voto e esta postura de abertura agora manifestada tem um sentido muito claro: dar mais uma oportunidade ao PS e ao Governo para também que eles assumam uma posição de abertura", justificou o líder parlamentar José Luís Ferreira, em declarações aos jornalistas no Parlamento.

Para o debate na especialidade o partido ecologista leva questões como"o combate à pobreza, o reforço dos serviços públicos (saúde, educação e justiça) e a questão dos transportes públicos em geral e muito particularmente a ferrovia", adiantou o deputado d' Os Verdes.

José Luís Ferreira sublinhou que a proposta de Orçamento para 2021 é "insuficiente para dar resposta aos problemas dos portugueses" e avisou que o sentido na votação final global (em novembro) vai depender "de como o documento se apresentar no fim".

A abstenção do PEV junta-se às já anunciadas pelo PCP, PAN e pelas duas deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues. Contra vão votar amanhã o BE, o PSD, o CDS, o Chega e a Iniciativa Liberal.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de