Marcelo participa esta quinta-feira no Fórum Mundial de Holocausto em Jerusalém

O Presidente da República considerou que "é um imperativo moral" estar presente nesta cerimónia.

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, vai participar esta quinta-feira no 5.º Fórum Mundial do Holocausto, em Jerusalém, que terá intervenções dos presidentes da Rússia, França, Alemanha e do vice-presidente dos Estados Unidos da América.

O Presidente da República considerou que "é um imperativo moral" estar presente nesta cerimónia, que irá assinalar os 75 anos da libertação do campo de extermínio de Auschwitz e em que está confirmada a participação de perto de 50 altos representantes políticos.

Marcelo Rebelo de Sousa chegou na terça-feira à tarde a Israel para participar o Fórum Mundial do Holocausto, a convite do seu homólogo israelita, Reuven Rivlin, com quem teve uma reunião bilateral ao final desse dia, na qual disse sido acertada uma troca de visitas de Estado.

Sob o lema "Lembrando o Holocausto, combatendo o antissemitismo", o fórum vai realizar-se no Yad Vashem, em Jerusalém, o instituto para o estudo e a preservação da memória das cerca de seis milhões de vítimas do genocídio nazi e das numerosas comunidades judaicas destruídas durante esse período na Europa.

Terá discursos, entre outros, dos presidentes de Israel, da Rússia, Vladimir Putin, França, Emmanuel Macron, e Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, do vice-presidente dos Estados Unidos da América, Mike Pence, e do príncipe Carlos, em representação do Reino Unido.

A organização confirmou ainda a participação dos presidentes da Albânia, Arménia, Argentina, Áustria, Bulgária, Croácia, Chipre, Finlândia, Geórgia, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Moldávia, Montenegro, Macedónia do Norte, Roménia, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia, Ucrânia, dos reis da Bélgica, Holanda e Espanha, de vários primeiros-ministros e outros representantes políticos.

A União Europeia estará representada ao mais alto nível, pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e pelo presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, segundo a lista divulgada.

A partida de Marcelo Rebelo de Sousa para Portugal está prevista para o final do dia, após a cerimónia, que a comunicação social só poderá acompanhar à distância, em três centros de imprensa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de