Marcelo sobre conflitos de Manuel Pizarro: "Ou cessa a função pública ou a função privada"

O Presidente da República diz que as incompatibilidades devem ser resolvidas "logo que se tenha a noção".

Sem comentar "casos concretos", Marcelo Rebelo de Sousa diz que há apenas duas soluções para incompatibilidades de funções públicas com o privado: ou se exerce uma ou outra. Depois do alegado conflito de interesses do ministro da Saúde com a Ordem dos Nutricionistas, tendo em conta que a mulher do ministro é a bastonária, ficou a saber-se que Manuel Pizarro é sócio-gerente de uma empresa de consultadoria na área da saúde.

Questionado sobre a nova polémica no seio do Governo, o Presidente da República recusou comentar "casos concretos", mas, "em abstrato", quaisquer que sejam as incompatibilidades "devem ser imediatamente resolvidas".

"Se alguém tem uma incompatibilidade, por exercer funções que são incompatíveis com o exercício de uma função pública, qualquer que seja, o que deve fazer imediatamente é resolver o problema", disse.

Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou o que considera serem apenas dois caminhos para a resolução do problema: "Ou cessa a função pública ou cessa a função privada."

"Se não o fez antes, logo que tenha a noção deve tomar uma decisão", atirou.

Depois da notícia da CNN Portugal, que dava conta de um novo possível conflito de interesses de Manuel Pizarro, o Ministério da Saúde, em comunicado, revelou que a empresa está em processo de dissolução e que o ministro sabe que está numa situação de incompatibilidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de