Marcelo sobre PRR: "Não há espaço para ganhar um Governo e perderem as oposições"

Presidente da República marcou presença na conferência "Fundos Confederação: o Minho e a Galiza" e falou, sobretudo, dos fundos europeus.

Os fundos europeus foram o foco de Marcelo Rebelo de Sousa, esta segunda-feira, na conferência "Fundos Confederação: o Minho e a Galiza". O Presidente da República não esqueceu a importância do poder local, dos empresários e trabalhadores no combate à pandemia e voltou a reforçar o papel fundamental que terão na próxima fase de recuperação social e económica.

"Foram os autarcas que acompanharam as famílias, serenaram os imigrantes e consolaram as perdas dos mortos. Portanto, executar o PRR partindo do princípio que os autarcas são elementos passivos da equação é fracassar na execução dos fundos europeus. Os empresários e trabalhadores são a explicação daquilo que muitos não percebem e, por isso, a sua presença aqui quer dizer que não há PRR ou qualquer tipo de recuperação económica e social sem a sociedade civil", explicou Marcelo Rebelo de Sousa.

Para o chefe de Estado, o país e a Europa estão a viver um momento crucial em que a pandemia ainda permanece e a recuperação económica e social também ainda não começou.

"Não há espaço para ganhar um Governo e perderem as oposições. Trata-se de uma luta nacional, a todos os níveis porque é uma ocasião irrepetível. É uma questão nacional e, por isso, é bom que saibamos os passos que estamos a dar. A transparência deve ser total", acrescentou o Presidente da República.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de